PREVENÇÃO

Em todas as áreas da vida, é melhor prevenir para evitar problemas, não é?! Na odontologia é assim também.Quer saber o porquê?

A prevenção visa ao acompanhamento dos pacientes, normalmente de quatro em quatro meses, com direito a:

– remoção de tártaro e placa bacteriana dos dentes;
– polimento nos dentes, ou seja, uma higienização completa, que é a base da saúde bucal;
– posterior avaliação de todos os dentes da boca do paciente.

Essa atenção especial é necessária para que, caso haja qualquer tipo de injúria (como cáries, mobilidade, gengivite, periodontite ou outros), seja possível intervir o quanto antes. Se o problema for identificado cedo, fica mais fácil ser o mais conservador possível e não permitir que a injúria se instale mais profundamente, o que poderia levar a perdas dentárias. Por isso, é muito aconselhado que o paciente visite o dentista com mais frequência, verificando se a higiene está sendo feita de forma adequada, se os dentes e a gengiva estão saudáveis e também se há a necessidade de alguma intervenção estética que melhore ainda mais o sorriso do paciente.

Além dos cuidados odontológicos básicos, as visitas frequentes ao dentista também podem prevenir e diagnosticar problemas de saúde mais graves, como disfunções articulares e câncer de boca. Então, é bom lembrar: como as outras partes do corpo, a boca precisa de acompanhamento, especialmente por ser a responsável pela ingestão dos alimentos. Se há problemas com a função mastigatória, consequentemente haverá problemas no restante do organismo.

Agende uma consulta preventiva e acompanhe a sua saúde bucal!

MAIS INFORMAÇÕES